Edicões Gambiarra Profana/Folha Cultural Pataxó

Seguidores

sábado, 28 de maio de 2011

PALAVRAS LEVES



São muito leves
As palavras e os gestos
Que nos isolam

16 comentários:

  1. Tênues paredes invisíveis...
    Um grande bj querido amigo

    ResponderExcluir
  2. Arnoldo..

    Obrigada pelos hai-kais
    Suaves e belos
    Gosto de quero mais!!

    Obrigada ..adorei! ( quero mais )
    Bj

    Ma

    ResponderExcluir
  3. olá amigo, as palavras são leves, mas nos machucam pelo isolamento de nossas almas, bju no coração. terê.

    ResponderExcluir
  4. "Paredes" de vidro! Mas que separam. Excelente,
    como habitualmente!
    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Grande verdade! E nem sempre os notamos, de tão leves.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. As palavras tem a força de quem as pronunciam...abraços de boa semana pra ti meu amigo.

    ResponderExcluir
  7. Arnoldo,quanta verdade nesse haikai tão lindo e leve!Adorei!Bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  8. Poema, leve como o vento!
    Beijos, ótima semana a vc

    ResponderExcluir
  9. Gratidão é a flor mais
    bela que nasce da alma,
    e que o coração humano não
    conhece outra mais perfumada.

    (Hosea Ballou)

    Beijos & Flores! M@ria

    ResponderExcluir
  10. Um belissimo dia pra ti meu amigo...

    ResponderExcluir
  11. Quando a palavra se desfaz em linha e corta, parte vidas. É...Mas aqui as palavras tecem ninho seguro para a reflexão. Linda terça para vc! Quero mais, adoro haikais. Bjs! A.

    ResponderExcluir
  12. Talvez não tão leves...

    Lindas palavras.

    ResponderExcluir
  13. A leveza e a suavidade de um haikai é um pressuposto fundamental, não é mesmo, amigo?
    Arnoldo, parabéns!
    Você consegue nos transportar nessa brisa leve dos teus versos...
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. muito bonito e forma uma imagem sutil...bju

    ResponderExcluir
  15. E como são leve, querido poeta...!

    Beijos

    ResponderExcluir